Exploring the biblical theology of Christian egalitarianism

“Vá e trabalhe na minha vinha” (Mateus 20:1-16)

Vá e trabalhe na minha vinha (Mateus 20:1-16)

This article was first published in English here.

Em Mateus 20:1-16, Jesus diz a parábola de um proprietário que contrata trabalhadores para trabalhar na sua vinha. Esta parábola é projetada para nos mostrar algo sobre Jesus e seu reino. Assim, o proprietário representa Jesus e a vinha representa o seu reino.

Na narrativa, o proprietário vai ao mercado ao amanhecer para selecionar trabalhadores daqueles que se oferecem para trabalhar. O costume era que os trabalhadores geralmente fornecem suas próprias ferramentas. Assim, os proprietários normalmente procuravam pessoas aptas e resistentes com ferramentas fortes e afiadas.

O proprietário seleciona alguns trabalhadores e oferece para pagar um denário, o pagamento diário habitual de um trabalhador. Poucas horas depois, ele volta ao mercado e vê outros, ainda parados esperando para serem escolhidos. Ele lhes diz para irem trabalhar na sua vinha em troca de um pagamento justo, mas ele não especifica o valor. O proprietário faz isso novamente ao meio dia, e às três horas da tarde. Havia muito trabalho a fazer em sua vinha. Plantar, podar e cuidar de vinhedos é trabalho árduo e trabalhadores extras significam maior produtividade.

Por volta das cinco horas, o proprietário vê que há pessoas ainda em pé, esperando, no mercado. Ele pergunta por que eles ficaram lá por todo o dia sem fazer nada. Eles respondem: “Porque ninguém nos contratou”. O proprietário então faz algo inesperado. Faltando pouco mais de uma hora para o fim do dia, ele lhes diz: “Vocês também vão e trabalhem na minha vinha”.

Essas pessoas eram os rejeitados, os trabalhadores que ninguém mais queria empregar. Talvez eles parecessem fracos e franzinos, ou, de alguma outra forma, pareciam inadequados e incapazes de trabalhar. Mas eles vão e trabalham na vinha do proprietário.

Uma hora depois, quando o dia de trabalho terminou, todos os trabalhadores se reuniram para receber seu salário. Os que foram empregados por último receberam seu salário primeiro. Surpreendentemente, eles receberam um denário – salário de um dia inteiro.

Os trabalhadores que trabalharam o dia inteiro ficaram descontentes porque os últimos recebem o mesmo salário que os primeiros. Eles reclamam com o proprietário dizendo: “Você os tratou igual a nós” (Mateus 20:12, sublinhado adicionado).

Existem várias mensagens que podem ser extraídas desta parábola. Uma delas é a mensagem de igualdade. “Igualdade” é uma palavra encontrada várias vezes no Novo Testamento. A igualdade é um conceito de reino.[1]

Jesus termina esta parábola com “Os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros”. O significado de Jesus aqui é que conceitos como o primeiro ou o último não têm relevância em seu reino. As coisas que têm primazia e prestígio em nossa cultura não têm importância nem valor no reino. E como discípulos de Jesus, já somos parte de seu reino: o reino dEle está entre nós (Lucas 17:21).

Jesus nos fez iguais, então precisamos ter cuidado para não julgar pessoas, incluindo seus trabalhadores, por aparências físicas ou por padrões mundanos. Jesus escolhe e chama seus trabalhadores entre aqueles que parecem tolos, e entre os fracos e os humildes (1 Coríntios. 1: 26-29 cf. 2 Coríntios 5: 16-17).

Há trabalhadores que ainda estão à espera de serem usados. No entanto, mantenha-se preparado, continue atento, afie as ferramentas e continue procurando oportunidades para trabalhar no reino, há trabalho para você fazer agora. Não fique parado sem fazer nada.

É a última hora e Jesus ainda procura mais trabalhadores. Para aqueles que até agora lhes foram negados atribuições, Ele diz: “Vá e trabalhe na minha vinha”.


NOTAS FINAIS

[1] A palavra grega para “igual” usada em Mateus 20:12 é o adjetivo isos. Paulo usa o substantivo cognato “igualdade” isotēs  algumas vezes em suas cartas. Mais sobre isso aqui.

Imagem: © SurkovDimitri (iStock #27560810)

© 18 de fevereiro de 2014, Margaret Mowczko
Traduzido por Orlando Paulo Correia Reimão

Mais artigos em português aqui.

artigos em portugues sobre igualdade entre homens e mulheres no lar e na igreja

 

Compartilhar!

Subscribe to Marg's Blog

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

 

Loading

Join Marg's Patreon

Would you like to support my ministry of encouraging mutuality and equality between men and women in the church and in marriage?

Archives